Entra estação… sai estação, moda vai… moda volta. Mesmo as novas tendências afirmarem que os cachos estão em alta, a grande maioria das mulheres ainda prefere cabelos lisos. O motivo pode ser a correria da vida moderna (já que ter cabelos lisos traz praticidade) ou simplesmente estética. Por isso, resolvi reunir aqui informações dos principais métodos, técnicas e finalidades dos alisamentos capilares.
 
Leia atentamente as precauções abaixo para evitar problemas futuros, alguns podem ser irreversíveis.
 
1. Se é a primeira vez que usa determinado método/produto, faça o teste de sensibilidade antes da aplicação. Caso apresente algum tipo de reação alérgica (irritação, ardência ou vermelhidão) o recomendado é não utilizar. É importante procurar um profissional da área para garantir que o resultado será o desejado. Só um cabeleireiro experiente pode indicar qual o melhor tratamento para o seu tipo de cabelo, avaliando as condições dos fios, cor, estrutura etc.
 
2. Certifique-se que o produto escolhido é liberado pela Anvisa. Produtos não certificados podem causar ressecamento excessivo, quebra dos fios e até mesmo danos irreversíveis como a queda e problemas no couro cabeludo e pele. Um bom exemplo é o uso de concentração acima de 0,2% de formol, que é proibida por ser altamente agressiva às mucosas, olhos e aparelho respiratório.
 
3. Se você também faz outros procedimentos como relaxamento e tintura, cuidado redobrado, pois vários processos em um curto período também podem enfraquecer os fios. Produtos como: amônia, tioglicolato, guanidina e hidróxido de sódio podem provocar a quebra dos fios.
 
4. Lembre-se que para mudar a estrutura do cabelo é necessário abrir as cutículas, o que torna os fios sensíveis. Isso significa que cuidados também são necessários no pós-aplicação. Hidrate frequentemente e escolha produtos adequados e de qualidade.
 
5. Se você está grávida, consulte o seu médico. Em geral, as gestantes só estão liberadas após o quarto mês, quando diminui a chance de má formação do feto.

6. Cuidados logo após a aplicação (para todos os métodos exceto Escova Marroquina e Escova Inteligente):
1. A primeira lavagem deve ser, no mínimo, 48 horas após a aplicação do produto;
2. Durante estes dois primeiros dias, não é aconselhável prender o cabelo, colocar atrás da orelha e nem pegar chuva, para não marcar ou diminuir o efeito desejado.

7. Cuidados gerais pós tratamento:
1. Lave os cabelos em dias alternados. Quanto mais lavagens mais rápido o efeito liso termina (exceto Escova Definitiva);
2. Não use shampoo de limpeza profunda ou anti-resíduos, pois diminuem a durabilidade da escova;
3. Prefira shampoo com pH neutro, sem sal nem corantes. Se tiver dúvidas, peça indicação para o seu cabeleireiro;
4. Ao usar secador, não esqueça do protetor térmico antes;
5. Hidrate os fios regularmente. De preferência uma vez por semana em casa e a cada mês no salão.

Popularmente todos os métodos de alisamento são chamados de “escova progressiva” ou simplesmente “progressiva”, mas cada um traz composições ou aplicações diferentes. Abaixo, veja detalhes dos principais tipos de alisamento existentes no mercado: Escova Progressiva, Escova Definitiva, Escova de Chocolate (+ Escova de Chocolate Branco), Escova Marroquina, Escova Inteligente, Escova de Frutas (morango, maracujá e frutas vermelhas).

 

ESCOVA PROGRESSIVA

O que é:
Técnica que alisa e reduz o volume dos cabelos. Tem esse nome porque o efeito tende a durar mais a cada aplicação. Também proporciona a hidratação dos fios com queratina.

Indicação:
Para quem possui cabelos armados facilmente ou deseja ter cabelos lisos por mais tempo (o efeito liso perdura mesmo após a lavagem – consulte o tópico: “Duração do efeito”). Para cabelos muito ondulados ou crespos, o procedimento ajuda a reduzir o volume e domar os cachos, mas não chega a alisar os fios. Por esse motivo, algumas pessoas também fazem relaxamento antes da progressiva.

Aplicação:
Primeiro é feita a lavagem dos cabelos com um shampoo de limpeza profunda para remover todos os resíduos de produtos utilizados anteriormente.
Depois, aplica-se a mistura que contém formol a um centímetro do couro cabeludo, com um pincel, mecha a mecha. O formol em baixas dosagens (dosagens até 0,2% são permitidas pela Anvisa) age amolecendo um pouco a estrutura de queratina que está presente na superfície do fio.
Para manter o efeito liso, o cabelo é seco com a chapinha. Alguns salões fazem uma escova antes.

Tempo do processo:
Em geral 3 horas, mas claro que dependerá do comprimento e quantidade de fios.

Duração do efeito:
De 2 a 6 meses, dependendo do cabelo: quanto mais ondulado, menos durará. Alguns salões oferecem o retoque de raiz, que sai bem mais barato do que o procedimento completo. Indicado para cabelos muito crespos.

 

ESCOVA DEFINITIVA (também chamada de: reestruturação térmica, recondicionamento térmico, escova permanente ou alisamento japonês)

O que é:
Um processo químico que realmente modifica a estrutura interna do fio por um tempo maior. É o sonho realizado do efeito super liso, adquirido através da cauterização das escamas com a aplicação da queratina líquida. Chama-se definitiva porque não sai com as lavagens, perde-se o efeito apenas quando os fios crescem.

Indicação:
Para quem não abre mão do efeito super liso e não quer perdê-lo ao longo das lavagens. Porém, quem tem cabelos muito crespos, cuidado! Pois conforme o cabelo cresce, a raiz destoa bastante do resto dos fios.

Aplicação:
Utiliza a amônia (em maior quantidade em relação às demais técnicas) ou formol (dentro da porcentagem liberada pela Anvisa). A máscara de queratina reage com o calor da prancha que traz o efeito selante. É distribuída de modo uniforme.

Tempo do processo:
De 5 a 12 horas, dependendo do comprimento e quantidade de fios.

Duração do efeito:
Em geral, 6 meses. O retoque deve ser feito apenas na raiz, assim que aparecer.

ESCOVA DE CHOCOLATE 

O que é:

Método que hidrata, revitaliza, tira o volume e alisa os cabelos. Diferente da progressiva, no lugar do formol, utiliza-se extrato de cacau (rico em ácidos graxos, o que deixa os fios macios e hidratados). Daí a origem de seu nome. O método é menos invasivo do que a escova progressiva, mas também seu efeito é mais sutil.

Contra Indicação:
Pessoas com dermatite seborreica ou simplesmente seborreia podem ter seu quadro agravado. Consulte o seu dermatologista antes de se aventurar.
Dizem que a escova de chocolate escurece os fios de quem é loira e por isso devem optar pela Escova de Chocolate Branco (ver abaixo). Tenho amigas loiras que usaram a escova de chocolate tradicional e não tiveram alterações em sua tonalidade. Consulte seu cabeleireiro, pode variar de pessoa para pessoa, de produto para produto.

Aplicação:
Primeiro é feita a lavagem dos cabelos com um shampoo de limpeza profunda para remover todos os resíduos de produtos utilizados anteriormente.
Depois, aplica-se a fórmula à base de queratina, tioglicolato de amônia, proteína da seda e substâncias naturais como o extrato de cacau e a cafeína.
Para manter o efeito liso, o cabelo é seco com a chapinha. Alguns salões fazem uma escova antes.

Tempo do processo:
Média de 3 horas, mas claro que dependerá do comprimento e quantidade de fios.

Duração do efeito:
Em média 2 meses. Em geral, para adquirir o efeito liso são necessárias 3 aplicações.
ESCOVA DE CHOCOLATE BRANCO

O que é:
Método não só hidrata, mas também previne o ressecamento dos fios formando uma barreira protetora natural. Também protege dos raios solares e do frio, além de tratar os cabelos danificados por outros processos químicos.

Indicação:
Ideal para cabelos claros e loiros e com a raiz oleosa.

Aplicação:
Primeiro é feita a lavagem dos cabelos com um shampoo de limpeza profunda para remover todos os resíduos de produtos utilizados anteriormente.
Depois, aplica-se a mistura que tem em sua composição a manteiga de cacau, que protege do frio e do sol.
Para manter o efeito liso, o cabelo é seco com a chapinha. Alguns salões fazem uma escova antes.

Tempo do processo:
Média de 3 horas, mas claro que dependerá do comprimento e quantidade de fios.

Duração do efeito:
2 meses, em média.
ESCOVA MARROQUINA

O que é:
Alisa os fios crespos e também hidrata, podendo ser aplicada junto com outra química. Tem como base a reposição da queratina retirada dos fios durante os dias de calor. Recebeu este nome devido à um de seus ingredientes: o óleo de cacau de Marrocos.

Indicação:
Indicada para cabelos escuros e para quem não tem paciência de esperar 2 dias para poder prender ou lavar os cabelos.
Algumas pessoas não gostam de seu efeito pesado que fica logo após o término do processo.

Aplicação:
Primeiro é feita a lavagem dos cabelos com um shampoo de limpeza profunda para remover todos os resíduos de produtos utilizados anteriormente.
Depois, aplica-se o composto de: argila branca, queratina, proteínas da seda, formol (0,2%, o máximo aprovado pela Anvisa) e óleo de cacau de Marrocos associados a bioativos especiais.
Para manter o efeito liso, o cabelo é seco com a chapinha. Alguns salões fazem uma escova antes.

Tempo do processo:
Cerca de 3 horas, dependendo do comprimento e quantidade de fios.

Duração do efeito:
Média de 2 meses.

ESCOVA INTELIGENTE

O que é:
Método que alisa e trata profundamente os cabelos. Revitaliza os cabelos danificados, reduz o volume, deixando um aspecto natural, sem ser muito chapado.

Indicação:
Para quem não quer esperar 2 dias para lavar e prender os cabelos. Pode ser feito no mesmo dia. Para quem tem cabelos crespos, o efeito é apenas de cachos domados.

Aplicação:
Primeiro é feita a lavagem dos cabelos com um shampoo de limpeza profunda para remover todos os resíduos de produtos utilizados anteriormente.
Depois, aplica-se a mistura que concentra queratina, podendo ou não adicionar formol (menos de 0,2%, percentual máximo permitido pela Anvisa), dependendo do salão / fabricante.
Para manter o efeito liso, o cabelo é seco com a chapinha. Alguns salões fazem uma escova antes.

Tempo do processo:
Cerca de 2 horas, dependendo do cabelo.

Duração do efeito:
Média de 2 meses.
ESCOVA DE FRUTAS (MORANGO, MARACUJÁ, FRUTAS VERMELHAS)

O que é:
Método que reconstitui a estrutura dos fios, alisando e reduzindo o volume além de proporcionar brilho intenso. Recebe este nome porque traz em sua composição extratos dessas frutas.

Indicação:
Pode ser utilizado por todo os tipos de cabelo, exceto: os muito danificados ou porosos e as de cabelos claros, já que os fios podem absorver a pigmentação do extrato da fruta. Nesse caso, recomenda-se escovas mais encorpadas, com maior quantidade de proteínas e lipídios.
Ideal para os cabelos levemente ondulados ou armados, já que esse método mantém o volume sob controle, tira os arrepiados, traz brilho e maleabilidade. Resultado é mais sutil do que a escova de chocolate.

Aplicação:
Primeiro é feita a lavagem dos cabelos com um shampoo de limpeza profunda para remover todos os resíduos de produtos utilizados anteriormente.
Depois, aplica-se a mistura que contém extratos das frutas (dependende do nome da escova), proteínas da seda, lipídios, queratina, vitamina C e outros minerais. É necessário deixar o produto agir por aproximadamente 25 minutos (processo pode ser acelerado sob
Para manter o efeito liso, o cabelo é seco com a chapinha. Alguns salões fazem uma escova antes.

Tempo do processo:
Média de 2 horas.

Duração do efeito:
Em torno de 3 meses.